Este texto é de responsabilidade exclusiva do(a) autor(a).

Ainda existem oportunidades para atuar na Advocacia mesmo diante da Crise?

Percebemos que durante a pandemia ocasionada pelo Sars  Covid-19, houve o fechamento de vários Escritórios de  Advocacia, vimos grandes Bancas devolvendo salas e locando  espaços menores, presenciamos a redução do quadro de  funcionários, a redução de salários bem como a mudança na  forma da prestação do trabalho do advogado, como o caso dos  advogados contratados que passaram a trabalhar em Home Office. 

Então, note que muitos Escritórios tiveram que se ADAPTAR em relação à nova realidade, seja para ter uma estrutura mais  enxuta, seja com a redução do quadro de funcionários, com a  nova modalidade de trabalho por meio do Home Office, ou até  mesmo com o ingresso e atuação em novas demandas jurídicas. 

Os fatos acima mostram como é importante que o advogado  que busca empreender tenha uma grande capacidade de ADAPTAÇÃO e de RESILIÊNCIA

Seja você um advogado que teve a sua remuneração  reduzida, ou que foi demitido ou que teve que entregar a sua  sala por não ter clientes, é preciso se adaptar  constantemente. 

Nesta nova fase da advocacia nem tudo está perdido. Pelo  contrário, existem muitas OPORTUNIDADES, que é exatamente  neste ponto que você, como advogado empreendedor, deve focar! 

O empreendedor de sucesso sempre busca oportunidades onde os demais enxergam apenas problemas. Você já ouviu aquele  ditado “enquanto uns choram, outros vendem lenços”? Pois bem,  você deve focar nisso, na análise da situação atual do seu  escritório assim como nas novas oportunidades geradas pela  pandemia. 

Lembre sempre que diante de toda crise, sempre surgem  oportunidades. Veja por exemplo o setor de restaurantes.  Perceba que este setor fora um dos mais afetados pela  pandemia, mas os donos de restaurantes tiveram que se  reinventar com o investimento no Delivery, no sistema de Take  Away (retirada na loja), com a inserção de clubes de  assinaturas, já que houve um grande aumento dos pedidos online e diante do fechamento compulsório do comércio. 

Outro setor que também se reinventou e ainda cresceu  bastante na pandemia foi o mercado Pet, no qual investiram nas vendas on-line e no atendimento em domicílio, diante da nova 

necessidade surgida no mercado. Veja ainda o exemplo de  maquiadores renomados e dos grandes salões de beleza, outro  setor gravemente atingido pela pandemia, afinal, com tudo  fechado, inclusive eventos, quem iria fazer o cabelo e a  maquiagem? Mas tal setor não ficou esperando a crise passar,  muitos focaram no oferecimento de cursos de automaquiagem e de cursos profissionalizantes para quem deseja atuar no ramo,  conseguindo superar a crise e até mesmo tendo este novo  segmento inserido atualmente em seu modelo de negócio. 

Mas como podemos encontrar oportunidades na advocacia  diante da crise? Quais oportunidades são essas? 

Atualmente na advocacia temos vários nichos de mercado  que surgiram com a pandemia, como mudanças na área  trabalhista, tributária, em contratos envolvendo planos de  saúde, em contratos societários, na seara imobiliária, na área do direito digital, por exemplo. 

Então, conheça as necessidades do mercado em que você  atua e/ou de outros mercados, caso o seu mercado esteja  saturado ou caso você queira expandir as áreas do seu  escritório, em virtude da crise. 

Lembre sempre que “onde há NECESSIDADE há DEMANDA”.  Assim, para encontrar necessidades e novas demandas é  importante que você BUSQUE INFORMAÇÃO constantemente, sendo  esta uma das características dos empreendedores de sucesso.  Busque se atualizar sobre o que acontece no cotidiano da sua  cidade, do seu Estado, do seu País e até mundo no mundo,  porque assim você saberá quais serão as novas demandas  jurídicas que estão se formando. Além disso, também fique  atento aos novos posicionamentos dos tribunais. Afinal, uma  tese nova pode surgir. 

Outra mudança positiva que também é uma oportunidade é a  prática de reuniões on-line. O que antes não era uma prática  muito comum, hoje já faz parte da rotina das pessoas, o que  lhe possibilita em fazer reuniões de qualquer lugar do mundo  com qualquer cliente, até mesmo de outros Estados. Note que  tal fato não exige que o advogado tenha grandes custos fixos  com estrutura, ou seja, você poderá trabalhar com uma  estrutura mais enxuta, seja com uma sala menor, seja pelo Home Office, seja por um escritório virtual ou compartilhado, por  exemplo. 

Outro ponto positivo para a advocacia é a realização de  audiências on-line, lhe possibilitando na realização de várias audiências por dia e sem a necessidade de deslocamento, o que  gerava a perda de tempo durante o trajeto, além dos gastos com gasolina, alimentação ou até mesmo com a contratação de outros profissionais, diante da impossibilidade de estar em lugares 

diversos e distantes ao mesmo tempo. 

O uso de Software e de aplicativos de gestão também não  deixam de ser novas oportunidades para a redução dos custos do advogado (ocasionando no aumento do lucro), além da melhoria  na organização, eficiência e de controle do Escritório,  inclusive existem diversos aplicativos/softwares que podem  auxiliar na gestão do seu escritório, são eles: 

Docusign: Assinatura Digital. 

  • Scanner Pro: Escanear documentos físicos. 
  • Legal Cloud: Cálculo de prazos. 
  • We Transfer: Repassar arquivos muito grandes que não  são transferíveis por e-mail. 
  • Trello: Ajuda na gestão de atividades. 
  • EverNote: Local para anotações de todos os tipos,  seja em áudio, imagem ou texto. 
  • Manic Time: Gestão de tempo. 

Que tal também focar na fidelização dos clientes? Lembre se que o mesmo cliente pode ter novas demandas e pode até  mesmo lhe indicar para outras pessoas. Então, busque se  relacionar com o seu cliente mesmo depois que o serviço for  concluído. Afinal, novas oportunidades podem surgir. 

Logo, não sabemos até quando a situação atual irá durar  ou se novos tempos difíceis surgirão em breve. Por isso, não  adianta esperar, entre no combate, adapte-se e faça acontecer! 

AUTORA: MIRELLA IGLESIAS COUTINHO 

– Advogada, inscrita na OAB, seccional Pernambuco, sob o nº  31244 

– Bacharel em Direito pela Faculdade Boa Viagem (2010) – Aluna laureada da Faculdade Boa Viagem 

– 1ª Presidente e Fundadora da Comissão de Empreendedorismo  Jurídico – CEJU – OAB/PE

– 1ª Coordenadora e Fundadora da Coordenação de  Empreendedorismo Jurídico da Escola Superior de Advocacia de  Pernambuco – ESA/PE 

– Professora de Empreendedorismo Jurídico da Escola Superior  de Advocacia de Pernambuco – ESA/PE 

– Professora de Marketing Jurídico da Escola Superior de  Advocacia de Pernambuco – ESA/PE 

– Professora de Empreendedorismo Jurídico na Udemy. 

– Ex-membro da Comissão Especial de Assistência aos Novos  Advogados – CEANA – OAB/PE 

– Ex-membro da Comissão de Acompanhamento do Sistema  Penitenciário e das Execuções Penais – CASPEP – OAB/PE 

– Ex-membro da Comissão de Assistência Social – CAS – OAB/PE – Membro da Comissão de Sociedade de Advogados- CSA – OAB/PE – Professora Convidada de Marketing Jurídico da NOVA ROMA/FGV – Palestrante 

– Perita Contábil Trabalhista 

-Especialista em Direito Previdenciário pela Escola Superior  da Magistratura Trabalhista/PE 

– Especialista em Direito Civil e Processual Civil pela Escola Superior de Advocacia/PE 

-Coautora do livro Direito Previdenciário e Visão Social da  Dignidade Humana, publicado pela ESMATRA 6º região (2012) 

– Fundadora e Escritora do Empreenda no Direito

Colunista

Compartilhe nas redes

Mirella Iglesias

Fundadora do Iglesias Advocacia. Professora e Palestrante. Pioneira do Empreendedorismo Jurídico no Nordeste. @empreendanodireito

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 1 =